O triângulo do fogo e o tetraedro são duas figuras geométricas que são usadas no mundo da segurança para explicar como funciona um incêndio. Aqui explicamos como eles são usados ​​em termos de segurança contra incêndio.

O Triângulo do Fogo e o Tetraedro – Tudo o que você precisa saber

O triângulo do fogo é formado quando uma chama se espalha no ar e ocorre um aumento na temperatura. A ponta deste triângulo é a área mais quente, enquanto as bases são as áreas mais frias.

O tetraedro do fogo é formado quando o fogo se espalha em uma superfície e ocorre um aumento na temperatura. A ponta deste tetraedro é a zona mais quente, enquanto as bases são as zonas mais frias.

Ambas as figuras geométricas são úteis para explicar como funciona um incêndio e para determinar as áreas mais vulneráveis.

O que compõe o triângulo do fogo?

De acordo com as leis da química, três elementos devem estar presentes para que ocorra a combustão: combustível, oxidante e calor. Esses três elementos estão representados no triângulo de fogo.

O combustível é a substância que vai queimar, o oxidante é o oxigênio que vai reagir com o combustível para produzir calor, e o calor é a energia que vai causar a reação química.

O triângulo do fogo é uma representação gráfica desses três elementos, com cada lado representando um deles. O combustível está representado no canto superior esquerdo, o oxidante no canto inferior esquerdo e o calor no canto superior direito.

O triângulo do fogo é uma ferramenta útil para entender a combustão e as reações químicas que a produzem. Permite visualizar graficamente os três elementos envolvidos na combustão e pode ser útil para identificar as reações químicas que estão ocorrendo.

Triângulo do fogo

Combustível

Combustível é a substância que queima e produz calor.

Oxigênio ou oxidante

O oxidante é o gás que se mistura com o combustível e produz a reação química que causa a combustão.

Calor ou energia de ativação

O calor é o elemento que fornece energia para que a reação química ocorra.

O triângulo do fogo

O triângulo do fogo é uma representação dos três elementos que formam a combustão: oxigênio, carbono e hidrogênio. Cada um desses elementos tem um lado no triângulo que o representa, e o oxigênio é o elemento que se combina com o carbono e o hidrogênio para formar a combustão.

O oxigênio é encontrado no ar e é o elemento que nos permite respirar. O carbono é encontrado na madeira e o hidrogênio é encontrado na água. Quando esses três elementos são queimados, ocorre a combustão, que é a reação química que nos permite produzir calor.

O triângulo do fogo nos permite entender a combustão e nos ajuda a controlar o fogo. Se soubermos quais elementos estão envolvidos na combustão, podemos controlar melhor o fogo e usá-lo a nosso favor.

O Tetraedro do Fogo

O princípio básico do tetraedro do fogo é o mesmo do triângulo do fogo, todos os lados do tetraedro são necessários para a combustão estagnar, pois quando um dos lados é removido o fogo se extingue.

A reação em cadeia da combustão libera calor que será transferido para o combustível, reintroduzido e a combustão continua.

Como apagar o fogo com o modelo triângulo de fogo?

De acordo com o modelo do triângulo de fogo, para extinguir um incêndio você deve cortar o suprimento de ar para o fogo. Para isso, deve-se fechar a válvula de gás ou água, apagar as chamas com extintor ou com mangueira e, por fim, ventilar o ambiente.

O triângulo do fogo é um modelo que leva em conta três elementos: combustível, oxigênio e calor. De acordo com este modelo, para extinguir um incêndio, o suprimento de ar para o fogo deve ser cortado. Para isso, deve-se fechar a válvula de gás ou água, apagar as chamas com extintor ou com mangueira e, por fim, ventilar o ambiente.

 

Eliminando o fogo:

Quando há um incêndio, a primeira coisa a fazer é determinar o tipo de incêndio e recorrer aos meios adequados para extingui-lo. De acordo com o triângulo do fogo, existem três tipos de fogo: classe A, B e C.

O fogo classe A pode ser apagado com água, o fogo classe B pode ser apagado com espuma e o fogo classe C pode ser apagado com CO2.

Usando o modelo de triângulo de fogo, os incêndios das classes A, B e C podem ser extintos.

Para apagar um incêndio de classe A, o fogo deve ser pulverizado com água a uma distância de 10 metros. Para apagar um incêndio de classe B, o fogo deve ser pulverizado com espuma a uma distância de 3 metros. Para apagar um incêndio de classe C, o fogo deve ser pulverizado com CO2 a uma distância de 1,5 metros.

Eliminando combustível:

– Se o fogo for alimentado por combustível líquido, é importante apagá-lo ou controlá-lo o mais rápido possível para evitar que se propague.

– Se a chama estiver em um recipiente com combustível, deve ser extinta o mais rápido possível mergulhando-a em água.

– É importante notar que a água não é um extintor de incêndio natural. Pode ser que o fogo se reacenda em contato com a água.

– Se o fogo estiver se alimentando de combustível sólido, baldes de água, areia, terra ou pó químico podem ser usados ​​para apagá-lo.

– Se o fogo for alimentado por gás, é importante fechar a válvula de gás.

Remoção de oxigênio:

– Se o fogo estiver se alimentando de oxigênio, produtos químicos podem ser usados ​​para apagá-lo.

– Se o fogo for alimentado por eletricidade, extintores de incêndio podem ser usados ​​para apagá-lo.

Se gostou do artigo, indique nos comentários

Recomendamos que você continue lendo …

 

Calor e temperatura

Calor e temperatura

Como todos sabemos, o calor é uma forma de energia que é produzida quando os átomos ou moléculas de uma substância se movem com muita energia. O...

Fumos e gases de combustão

Fumos e gases de combustão

Desde a descoberta do fogo, acompanha a evolução do homem, proporcionando luz, calor, proteção, mudanças no comportamento dos materiais. Mas, ele se...

Descoberta do Fogo

Descoberta do Fogo

O fogo foi, sem dúvida, uma das maiores descobertas da história e que trouxe uma mudança radical no desenvolvimento da sociedade. Em outros momentos...